sábado, 9 de abril de 2016

nem pessimismo, nem otimismo

foto de Carol Stampone
arte de rua, Bergen, Noruega, 2015

"A essência da pessoa não muda, mas se deteriora"
Será?
Será que estamos nesse mundo para gastar quem somos?
Gastar-nos até o talo e daí acabar?
Mas, não nos disseram que era para ser o contrário? Estamos aqui para evoluir, para aprender, para amadurecer. Não é isso?
Disseram que era.
Eu sobrei pensando na fruta madura. O que é que acontece com ela?

Pensem na fruta madura. O que acontece depois que ela amadurece?
O que é que lhe resta?
Alguns dizem que acabar. Tudo o que lhe resta é acabar.
Outros acreditam na transformação. O apodrecer é só uma etapa do virar outra coisa.
E quantas não são as frutas maduras que são comidas.

nem pessimismo, nem otimismo

"imediato, urgente, definitivo

a vida a gente faz a cada dia"

Nenhum comentário:

Postar um comentário