segunda-feira, 17 de fevereiro de 2014

quando o mundo apaga

por Caroline Stampone 


Quando o mundo apaga
não é hora de enlouquecer
no escuro da vida
o espetáculo falta

quando o mundo apaga
o sujeito fica só
sem o juízo do outro
sem os holofotes
sem as vitrines

só sabedores de solidão não enlouquecem

quando o mundo apaga
caber em si mesmo é necessidade primária
quando o mundo apaga
gritar por socorro é inutilidade completa

quando o mundo apaga
cometer silêncio
ou saber falar a língua dos fantasmas
pode parecer salvação...




Nenhum comentário:

Postar um comentário